Sua Voz

O você precisa saber antes de se mudar para o Canadá?

Pinterest LinkedIn Tumblr

A Empreender no Canadá recentemente prestou suporte para um casal de brasileiros que vieram morar no país. Eles comentaram conosco sobre uma matéria do Indiano Deepak Kashyap que leram que mostrava o que ele não sabia antes de se mudar para o Canadá.

Eles acharam muito interessante e nos ajudaram a adaptar a ideia com algumas percepções comuns de brasileiros que costumam vir morar aqui no Canadá. Continue a leitura e confira!

Por mais que você pesquise e planeje, ainda será necessário se adaptar

Assim como acontece com muitos brasileiros, este casal estava cansado da rotina exaustiva de trabalho e das horas presos no trânsito. A escolha pelo Canadá veio por conta da afinidade de ambos com o país e por alguns membros da família que já moravam aqui.

Eles nos contaram que planejaram muito, achavam que já estavam preparados, até mesmo por conhecer o país e ter a família residindo aqui. No entanto, estavam enganados. Descobriram que deixaram de fora algumas informações que hoje acham importantes e que a adaptação seria necessária de qualquer maneira, inclusive, como mostra os tópicos a seguir.

O Canadá realmente tem quatro estações

Há um consenso com essa informação dada no texto de Deepak. As estações do ano realmente são bem delimitadas por aqui. Eles estavam acostumados com o clima de São Paulo, onde no meio do verão era necessário tirar o casaco do armário pois o tempo havia mudado.

Aqui o inverno é realmente frio e, neste período, costuma escurecer às 16:30, sendo que temperaturas podem chegar a incríveis -40 °C. Inclusive, uma dica importante é comprar roupas de inverno aqui no Canadá, uma vez que as roupas de inverno do Brasil vão ajudar, mas não serão suficientes.

Já no verão a história se inverte, as temperaturas podem bater 40 °C. Você poderá desfrutar de um lindo céu azul, luz do sol até às 21:00 e muito calor. O branco da neve dá lugar para muita cor e vida. Árvores floridas e passarinhos por todo canto. A impressão que se tem é de estar vivendo em outro Canadá.

Durante a primavera e o verão a vida acontece na rua! Os canadenses são muito ativos, e é muito comum ver famílias inteiras correndo, andando de bicicleta ou patins. Os parques e praias ficam cheios, e as pessoas dão preferência para bares e restaurantes com áreas externas, que chamam de pátio.

Além disso, algo que os brasileiros não estão acostumados ao se mudar para o Canadá é que aqui eles fazem churrasco na porta de suas casas, não em seus quintais dos fundos, como estamos acostumados no Brasil.

Mas já deixe preparado o repelente, pois aqui tem muitos insetos e, como diz uma amiga nossa, os pernilongos por aqui são mais “enxeridos”.

O preço que você vê não é o preço que você pagará

Quando pesquisamos um produto na internet, vemos as etiquetas das lojas ou até mesmo nas gôndolas dos supermercados, estávamos acostumados a presumir que aquele é o valor que pagaríamos no final da compra.

Porém, no Canadá os impostos são inseridos no momento do pagamento e, em média, haverá um imposto de 13% sobre aquele valor que você está vendo (isso varia em cada província). Os canadenses já fazem essa conta de cabeça, mas provavelmente no início você precisará de uma ajudinha da calculadora do celular.

Para tudo diga SORRY!

Que canadense é um povo educado e gentil, é um fato incontestável. Eles costumam abrir ou segurar a porta para os outros, mesmo que não se conheçam. Em um passeio pelo parque na vizinhança parece que todos se conhecem, pois todos se cumprimentam.

Além disso, usam o tempo todo palavras e expressões cordiais como: “SORRY”, “THANK YOU”, “EXCUSE ME”, “PARDON ME” e outras. Essas atitudes são para demonstrar que todos são iguais, e não há nada mais canadense do que isso.

Canadenses são mais reservados

Apesar da educação e cordialidade, os canadenses são muito fechados e discretos. Por isso, não faça perguntas muito pessoais, nem fale da sua vida logo de cara. Leva um tempinho para se tornar amigo de um canadense e, mesmo quando isso acontecer, você encontrará formalidades que não temos no Brasil.

Por exemplo: se um canadense te convidar para uma festa, provavelmente você terá que levar sua própria comida e bebida. Além disso, eles avisam a que horas a festa vai acabar e ela acaba mesmo, nada de “saideira” por aqui.

O sistema de saúde é diferente

Quando você se mudar para o Canadá, provavelmente terá o visto de residência permanente ou será cidadão, portanto, poderá utilizar o sistema de saúde sem pagar. Porém, nem tudo é de graça.Para ir a um dentista ou oftalmologista você precisará pagar — e geralmente é bem caro.

Uma curiosidade é que aqui todos só passam com os médicos de família, que no Brasil chamamos de clínico geral e ele só te encaminhará para algum especialista em último caso.

Os medicamentos só são vendidos com receita

No Brasil costumamos comprar alguns medicamentos para dores sem receita, mas por aqui isso será bem difícil. Além disso, caso utilize regularmente remédios prescritos como para hipertensão, diabetes ou até mesmo anticoncepcional traga para um longo período, você não vai achar farmácia que venda sem a receita e ganha um tempo até conseguir marcar a consulta com um médico por aqui.

Levará um tempo para você poder exercer sua profissão

Um dos maiores desafios que provavelmente você enfrentará no Canadá é a retomada da carreira que exercia no Brasil. Você pode ter muitos cursos de especialização e experiência profissionais, mas para tudo isso ser reconhecido no mercado canadense não será fácil.

Nossa dica é traga o máximo possível de suas certificações já em tradução juramentada e conheça o processo de validação do diploma no Canadá. Além disso, toda ajuda é bem-vinda, portanto, ative sua rede de contatos antes de imigrar — qualquer indicação será muito válida.

Outro ponto importante que você precisa considerar é que há uma grande possibilidade de você ser contratado aqui com cargo menor do que o que você tinha no Brasil. É comum precisar começar aos poucos, mas quando temos um sonho, fazemos sacrifícios e eles acabam valendo a pena.

Você precisará solicitar uma nova carteira de motorista

Apesar dos anos de carteira de habilitação que você certamente tem no Brasil, quando chegar aqui terá que começar tudo de novo. O processo costuma mudar em cada província, mas, em Ontário, por exemplo, você precisará solicitar para a Embaixada Brasileira uma declaração de equivalência.

Também será preciso fazer exame de vista, teste teórico e teste prático, para só então poder dirigir no Canadá.

Telefonia por aqui não é barato

Diferente do que acontece em muitos lugares no mundo, no Canadá o uso de celular pode custar caro. Não existem tantas opções de planos pré ou pós-pagos e os impostos sobre telecomunicações são mais pesados.

Uma maneira de amenizar o problema é fazer como os canadenses e criar o hábito de se conectar ao Wi-Fi público em todos os lugares onde for, assim não correrá o risco de pagar mais caro pelo uso de dados ao exceder o limite do plano contratado.

O Canadá realmente é um país de TODOS

Seja você um médico, empresário, presidente de uma grande empresa, primeiro-ministro, enfermeiro ou taxista, os direitos e deveres serão iguais. Não importa credo, orientação sexual ou o que for, o Canadá acredita no respeito mútuo e aqui você pode ser o que você realmente é sem medo de ser discriminado.

Consertos são caros

O ajuste em uma peça de roupa, a troca do salto de um sapato ou até mesmo um reparo em um eletrodoméstico não é tão comum por aqui. Para começar, você não vai encontrar facilmente um profissional que faça isso e muitas vezes sai mais barato comprar um novo, pois em geral os serviços manuais são caros.

Apesar das adaptações culturais, se mudar para o Canadá pode proporcionar um recomeço, uma melhor qualidade de vida e com certeza você viverá muitos momentos inesquecíveis aqui.

Se você já está se preparando para vir, aproveite e descubra também qual é o custo de vida de um casal em Ottawa. Com certeza será útil para o seu planejamento!

Write A Comment