Documentação

Consigo abrir um negócio no Canadá com o visto canadense de turismo?

Pinterest LinkedIn Tumblr

Imigrar para o Canadá é o sonho de muitas pessoas, abrir um negócio de sucesso então, nem se fala. Levando em consideração que o visto de turismo é o mais “acessível” para quem não tem família ou estuda no país, a dúvida sobre abrir uma empresa no Canadá com ele é muito comum. Nós vamos responder isso agora mesmo. Confira abaixo!

É preciso conhecer os requisitos

Para começar um negócio no Canadá não sendo residente no país, você precisará atender alguns requisitos e leis que variam de acordo com o tipo da sua empresa e província onde deseja atuar. É importante conhecê-los para não acabar investindo e se desapontando no futuro ou mesmo infringindo alguma lei. Veja agora alguns deles:

Sem visto de trabalho ou de residência permanente só pode receber os lucro

O empreendedor que possui um visto canadense de turismo, e não possuir o visto de trabalho (nesse caso terá um período determinado) ou o visto de residência permanente, não poderá trabalhar fisicamente nessa empresa, mas poderá obter os lucros dela.

Você precisará de um endereço no Canadá

Vale lembrar, que uma das exigências básicas em todas as províncias e para qualquer tipo de negócio é que tenha um endereço no Canadá. Caso o empreendedor não more no país, pode fazer uma parceria com um cidadão canadense ou com um imigrante que seja permanente residente, para poder utilizar o endereço.

Em alguns casos é preciso ter funcionários canadenses no Conselho de Administração

Além disso, dependendo do tipo de empresa que desejar abrir no Canadá ou da província que escolher estabelecer seu negócio, você precisará ter um número de funcionários canadenses em seu Conselho de Administração (Board of Directors).

O mais indicado é ter um visto permanente antes de abrir um negócio no Canadá

O mais indicado é primeiro ter o visto permanente para, apenas depois, abrir um negócio no Canadá. Mesmo porque as experiências vividas no país, principalmente as relacionadas com cursos e trabalho, farão a diferença nessa empreitada.

Se isso realmente faz parte de seus planos, você pode procurar o Service Canada, que conta com programas e workshops especiais para quem deseja empreender no país. O objetivo principal é incentivar a prática, entendida como um dos fatores fortalecedores da economia local no Canadá.

Você já tem sua empresa no Brasil e deseja operar no Canadá?

Este é um caso diferente e, por isso, tem requisitos distintos de casos em que as pessoas não têm empresa no Brasil. Se você já é um empresário brasileiro e deseja passar a operar no Canadá, pode fazer isso se registrando como uma filial ou incorporando uma subsidiária, entenda a diferença entre elas:

  • Abrir uma filial – Para isso, a empresa estrangeira deve fazer um pedido de registro como uma empresa extra-provincial ou estrangeira em cada província na qual a empresa pretende operar.
  • Incorporar uma subsidiária – Uma subsidiária é uma empresa canadense cujas ações são detidas por uma empresa controladora estrangeira. Ela pode ser incorporada em âmbito federal ou provincial. Comparada a uma filial, a incorporação de uma subsidiária concede à controladora uma responsabilidade limitada pelas ações da subsidiária.

 Observação:  Os investidores estrangeiros precisam estar cientes dos requisitos de residência e impostos cobrados aos diretores de empresas incorporadas no Canadá. O estatuto federal exige que 25% dos diretores sejam residentes no Canadá. Caso haja menos de quatro diretores, o CBCA ( A Lei de Corporações de Negócios do Canadá) exige que um diretor seja residente no Canadá.

Além disso, cada província tem requisitos de residência diferentes e um investidor que deseja incorporar no Canadá deve considerar as leis locais antes de iniciar uma parceria ou sociedade.

Baseado no artigo “How to start a non-resident business in Canada“.

Write A Comment